Prefeito assina convênio com Estado para construir creche no Rubi

EDUCAÇÃO


O prefeito Mario Botion assinou na tarde desta quarta-feira (19) termos de um convênio com o governo estadual para construção de uma creche, na região do Residencial Rubi. O ato ocorreu no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. O governador Márcio França e o secretário estadual de Educação, João Cury Neto, estavam presentes.

Segundo Botion, o convênio estabelece liberação de verba estadual na ordem de R$ 2,883 milhões. O recurso será utilizado na construção e instalação de equipamentos na unidade escolar. O Residencial Rubi, que reúne 900 famílias, foi entregue em dezembro de 2017.

O prefeito frisa que o convênio foi viabilzado após gestão política feita por ele junto ao ex-governador, Geraldo Alckmin. Inicialmente, foi protocolado um pedido para a construção da creche. Em seguida, Botion fez gestões pessoais com Alckmin, quando ele ainda era governador. “Despachamos pessoalmente com ele durante um encontro que tivemos em Limeira”, observa.
As conversas continuaram com o governador Marcio França, que sucedeu Alckmin no início de abril deste ano. “Também fizemos gestão com o atual governador”, cita. Botion comemora o fato de todas as tratativas terem tido êxito com a assinatura ocorrida hoje.

É mais uma notícia excelente para a nossa cidade, em especial para os moradores daquela região”, afirma o prefeito. Botion lembra ainda que uma unidade básica de saúde está sendo construída na região do Rubi, atendendo a grande demanda naquela região. Desde o início do ano, a Emeif “Professora Raquel Aparecida Gonçalves Franceschi, está em funcionamento no Residencial Rubi.

Segundo o prefeito, o recurso do convênio vem do Fundo de Desenvolvimento da Educação (FDE). Em janeiro, conforme relata Botion, o Estado já remeterá para o município o projeto e orçamento para a obra. “Daí, caberá a Prefeitura abrir um processo licitatório para a construção”, explica.






DOM OSCAR ROMERO

Prefeitura legaliza bairro e entrega matrículas de imóveis para moradores

A Prefeitura de Limeira entregou no início da noite desta quarta-feira (19) os contratos registrados e as matrículas averbadas dos imóveis do Jardim Dom Oscar Romero. A solenidade ocorreu em um das ruas do bairro e teve a presença do prefeito Mario Botion e do bispo diocesano de Limeira, Dom Vilson Dias de Oliveira.

 No total, 54 moradores do bairro receberam os documentos de técnicos da Secretaria de Habitação.

É um dia muito importante da minha vida. Foi uma espera de 24 anos”, assinalou Francisca Félix Silva Gomes, a dona Chica, líder comunitária e moradora do bairro desde a sua ocupação – ocorrida em 1994 após cessão de área feita pela Igreja Católica. Ela elogiou o trabalho do prefeito Mario Botion, cujo governo atuou para concluir o processo que resultou na averbação da matrícula dos imóveis, agora em nome dos moradores. “Ele é um amigo e nos atendeu nessa luta”, disse. A Igreja Católica colaborou com o trabalho.

Botion eclareceu que, desde o início de seu governo, colocou as estruturas da Secretaria de Habitação e do Ceprosom para resolver o procedimento de legalização das propriedades. “O objetivo foi resolver a antiga demanda dessa comunidade. Não medimos esforços para atuar desta maneira”, declarou.
A secretária de Habitação, Marcela Siscão, destacou o trabalho realizado pela sua equipe. “Foi um processo intenso e de contato permanente com a comunidade”, observou.

O bispo Dom Vilson lembrou o trabalho da Igreja Católica na época da formação do bairro, em 1994. “Foi uma luta incansável do Dom Ercílio Turco (bispo da época) e do então padre, em Limeira, Geraldo Rondelli”, comentou. O bispo também agradeceu o trabalho realizado pela Prefeitura.

Moradora do bairro, Irene de Souza Sales, comemorou a entrega das matrículas. “Agora estamos com a nossa casinha documentada”, declarou.

Estavam presentes no evento também, o secretário de Comunicação, Antônio Peres, os vereadores Lemão da Jeová Rafa e Mir do Lanche, respectivamente, presidente e vice-presidente eleitos da Câmara de Limeira, os diretores da Secretária de Habitação, Igor Dorta Rodrigues (Fiscalização e Controle) e Adriana Cristina Meneghin Naleto (Desenvolvimento e Habitação), a assessora de Proteção Social do Ceprosom, Luciana Michelleti Torres, e os padres Júlio Barbado (vigário-geral da Diocese de Limeira) e Vinicius Alves Martins (Igreja Sagrado Coração de Jesus).


PRESTAÇÃO DE CONTAS

Limeira fica entre os 30 municípios mais transparentes do Brasil

Limeira garantiu, entre 665 municípios e 27 Estados brasileiros, a 26ª posição na Escola Brasil Transparente – Avaliação 360º, do Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União. A avaliação, divulgada na semana passada, foi realizada entre julho e novembro de 2018 em todos os Estados, capitais e municípios com mais de 50 mil habitantes – o que abrange cerca de 70% da população brasileira. Limeira recebeu a nota 9.46.

Em relação ao Estado de São Paulo, Limeira se destaca na segunda posição, à frente de grandes cidades como Santos (9.33), Campinas (9.04), Jundiaí (9.02) e Sorocaba (8.89), além da capital São Paulo (6.69), e dos municípios da região, como Araras (8.51), Piracicaba (8.31) e Americana (7.84). A cidade de Lorena, com nota 9.51, ficou em primeiro entre as cidades paulistas.

São avaliados 23 critérios, de transparência passiva, que trata da disponibilização de informações públicas por meio do Sistema Eletrônico do Serviço de Informação ao Cidadão (e-SIC), e transparência ativa, que verifica a publicação de informações sobre receitas e despesas, licitações e contratos, estrutura administrativa, servidores públicos, acompanhamento de obras públicas, entre outras.

A iniciativa da CGU é verificar o cumprimento dos dispositivos da Lei de Acesso à Informação (LAI) entre outros regulamentos de transparências dos Estados e municípios. O prefeito Mario Botion destaca que a nota e a posição de Limeira à frente de outros municípios é resultado de um trabalho desde o início da atual gestão. “Apostamos na transparência como prestação de contas à população. Trabalhamos de forma séria e mostramos resultados”, observa.

O Portal de Transparência da Prefeitura de Limeira pode ser acessado por meio do link http://leideacesso.etransparencia.com.br/limeira.prefeitura.sp/Portal/desktop.html?410

Prefeito assina convênio com Estado para construir creche no Rubi


 Prefeito assina convênio com Estado para construir creche no Rubi

O prefeito Mario Botion assinou na tarde desta quarta-feira (19) termos de um convênio com o governo estadual para construção da uma creche, na região do Residencial Rubi. O ato ocorreu no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo. O governador Márcio França e o secretário estadual de Educação, João Cury Neto, estavam presentes.

Segundo Botion, o convênio estabelece liberação de verba estadual na ordem de R$ 2,883 milhões. O recurso será utilizado na construção e instalação de equipamentos na unidade escolar. O Residencial Rubi, que reúne 900 famílias, foi entregue em dezembro de 2017.

O prefeito frisa que o convênio foi viabilzado após gestão política feita por ele junto ao ex-governador, Geraldo Alckmin. Inicialmente, foi protocolado um pedido para a construção da creche. Em seguida, Botion fez gestões pessoais com Alckmin, quando ele ainda era governador. “Despachamos pessoalmente com ele durante um encontro que tivemos em Limeira”, observa.
As conversas continuaram com o governador Marcio França, que sucedeu Alckmin no início de abril deste ano. “Também fizemos gestão com o atual governador”, cita. Botion comemora o fato de todas as tratativas terem tido êxito com a assinatura ocorrida hoje.

É mais uma notícia excelente para a nossa cidade, em especial para os moradores daquela região”, afirma o prefeito. Botion lembra ainda que uma unidade básica de saúde está sendo construída na região do Rubi, atendendo a grande demanda naquela região. Desde o início do ano, a Emeif “Professora Raquel Aparecida Gonçalves Franceschi, está em funcionamento no Residencial Rubi.

Segundo o prefeito, o recurso do convênio vem do Fundo de Desenvolvimento da Educação (FDE). Em janeiro, conforme relata Botion, o Estado já remeterá para o município o projeto e orçamento para a obra. “Daí, caberá a Prefeitura abrir um processo licitatório para a construção”, explica.




Ação conjunta fecha ferro velho em Limeira

Uma ação conjunta da Prefeitura de Limeira e a Polícia Militar fechou hoje um ferro velho no Jd. Nova Suíça. O proprietário do estabelecimento foi enquadrado como receptador por comprar produtos furtados, que eram revendidos por andarilhos na madrugada. 

A Polícia Militar já havia feito dois flagrantes de receptação no local, que já era conhecido nos meios. O proprietário do estabelecimento foi levado à delegacia e responderá pelos crimes de receptação e também por descaminho. No local, onde também funcionava um bar, foram localizados pacotes de cigarros contrabandeados.  

A ação integrada teve a participação de vários órgãos da Prefeitura Municipal: Guarda Municipal, Fiscalização tributária e de posturas e Vigilância Sanitária.

Comissão autoriza financiamento para pacote de 20 obras

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO


Comissão autoriza financiamento para pacote de 20 obras


O Conselho de Financiamento Externo (COFIEX), um colegiado do Ministério do Planejamento, autorizou nesta sexta-feira durante reunião um programa da Prefeitura de Limeira na ordem de US$ 46.250.000,00 para realização de um pacote de 20 obras no município.


Desse valor, US$ 37 milhões estão sendo buscados pelo município – através do aval do governo federal – por meio de um financiamento junto ao Fonplata (Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata), organismo que atende países da América do Sul.


O aval dado nesta sexta-feira em Brasília foi a última etapa do governo federal para o acesso ao financiamento. Agora, em janeiro uma missão do Fonplata estará em Limeira para conhecer os locais que sofrerão intervenção com as 20 obras e construções. Depois, no passo seguinte, o processo será submetido à votação do Senado.


“É mais uma importante etapa que superamos em busca desses recursos”, afirma o prefeito Mario Botion. “De posse desses recursos, faremos 20 intervenções fundamentais no município”, afirma o prefeito Mario Botion. O trabalho, além da atuação pessoal do prefeito, foi conduzido pelos secretários da Fazenda, José Aparecido Vidotti, e de Obras e Serviços Públicos, Dagoberto Guidi


Antes do COFIEX, o prefeito já havia defendido o programa de financiamento junto ao GTEC – grupo também do Ministério do Planejamento composto também por integrantes do Ministério da Fazenda, do Banco Central, e do Ipea.


Para obter o recurso, o município teve que demonstrar – trabalho feito pela Secretaria de Fazenda – capacidade financeira e de endividamento para contrair o crédito.


OBRAS


Entre as obras incluídas no pacote, está o viaduto da Barroca Funda – intervenção viária mais importante hoje para o município. Também constam no programa, seis construções de Bacias de Detenção, obras na Marginal Tatu, obras na Via Martin Lutero (Pires), recuperação da aça do Viaduto Antônio Feres (Ford), construção de trecho do viaduto Paulo Natal, duplicação do Anel Viário no trecho de 700 metros do Jardim Novo Horizonte, entre outras.

Megamutirão das igrejas acontece no próximo sábado

DENGUE Depois do megamutirão envolvendo servidores municipais, entidades e voluntários, a Prefeitura de Limeira está programando ma...