MAIS NOTÍCIAS SOBRE A INVASÃO NO HORTO

Conforme já divulgado ontem aqui no Blog, o Horto Florestal de Limeira sofreu nesta sexta-feira, 7, uma nova invasão. Segundo registro de boletim de ocorrência na Polícia Civil, a Guarda Municipal verificou, que integrantes do MST (Movimento Sem Terra) invadiram mais uma área do Horto de Limeira, desta vez espaço identificado como pista de motocross, que circunda a linha férrea. A invasão foi constatada inicialmente, pelo Diretor operacional da GCM, Tarcísio Alegre. Integrantes do movimento já iniciaram a demarcação de lotes com piquetes de madeira e a construção de barracos e chegaram ao local com diversos tipos de veículos. O movimento, segundo consta, é formado por adultos, crianças, mulheres e idosos.


Um outro boletim de ocorrência foi registrado no plantão policial neste feriado. Nele, foi relatado que, na quinta-feira, às 23h30, a GCM estava em apoio aos agentes de trânsito que controlavam o acesso ao recinto da Festa do Peão, quando um comboio de aproximadamente 30 veículos chegou ao local. De acordo com o relato dos GCMS Queiroz e Sérgio, à frente deste comboio, havia uma VW/Kombi adesivado com símbolo da CUT e uma mulher falando ao microfone. A mulher, não identificada, estaria “incitando” os integrantes do comboio a atropelarem os agentes. Segundo relato, agentes de trânsito e guardas municipais tentavam impedir a nova invasão, quando, os motoristas dos veículos à frente do comboio, incitados pela “mulher ao microfone”,  jogaram os carros contra os agentes, quase atropelando uma agente de trânsito feminina, que se jogou para não ser atropelada. 


Diante da situação, um dos GCMs, disparou para o chão um tiro de elastomero, o qual não acertou ninguém. Com o tumulto, a Polícia Militar foi acionada para dar apoio à ocorrência, no entanto, não foi possível evitar a invasão da área. Ainda segundo o boletim de ocorrência, a maioria dos invasores não pode ser identificada. No entanto, foi citado que, após a invasão, o Sr. Roberto Dias, ex-funcionário comissionado da Secretaria de Habitação no governo passado, assumiu a palavra no microfone e se identificou como um dos líderes daquela manifestação. 


Vale lembrar que, na noite de quinta-feira, dia 6, divulgamos que o juiz da Vara da Fazenda Pública de Limeira, Flávio Dassi Viana, concedeu medida liminar em ação de interdito proibitório movida pela Prefeitura de Limeira contra o Movimento Popular de Limeira e o Movimento dos Sem Casa (MSC). A decisão proíbe a invasão de áreas pertencentes ao município. A liminar seria cumprida nesta noite, com a citação dos representantes de ambos os movimentos. A Prefeitura ajuizou a ação com base em notícias veiculadas pela imprensa e pelas redes sociais dando conta que os movimentos buscavam invadir a área do antigo Aeródromo do município e também uma área situada na região do bairro do Geada. Esta última foi apresentada recentemente pelo prefeito Mario Botion para abrigar um projeto de unidades habitacionais.


Ambas as áreas foram declaradas de utilidade pública pela Prefeitura com o objetivo futuro de implantação de unidades habitacionais no município. Segundo a ação, os movimentos “estariam prestes a invadir as áreas”. Cópias das matrículas dos imóveis foram juntadas nas ações. O juiz Dassi Viana concedeu a liminar e fixou uma multa diária de R$ 20 mil caso a decisão seja violada por parte dos movimentos. Dassi Viana determinou a citação dos réus, “fazendo-lhes as advertências legais”. O uso de concurso policial também foi autorizado. Também foram expedidas cópias do mandado para as autoridades policiais destinatárias.


Apoio Mariana Antonella.

Nenhum comentário:

Megamutirão das igrejas acontece no próximo sábado

DENGUE Depois do megamutirão envolvendo servidores municipais, entidades e voluntários, a Prefeitura de Limeira está programando ma...