PREVENÇÃO Febre Maculosa é tema de reunião entre prefeitura e hospitais

A Prefeitura de Limeira, por meio da Secretaria de Saúde, promoveu na última quinta (28), uma reunião com hospitais do município para falar sobre Febre Maculosa e Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). O encontro, realizado na sede da pasta, contou com a presença do secretário-chefe de Gabinete, Edison Moreno Gil, do diretor do Departamento de Vigilância em Saúde, Alexandre Ferrari, da diretora de Assistência à Saúde, Camila Rezende, e de representantes da Santa Casa, Humanitária, Medical e Unimed.

Na ocasião, Ferrari fez uma exposição sobre as medidas de controle e prevenção da Febre Maculosa, que incluem alerta nas áreas de risco onde há presença de capivaras. O animal é hospedeiro do carrapato estrela - o principal vetor da doença. O diretor também falou da campanha educativa veiculada permanentemente pela Secretaria de Comunicação Social, para divulgar informações e orientações à população por meio de folders e mídias digitais.

A coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Amélia Maria P. da Silva, atualizou o número de casos da Febre Maculosa. Há um registro “importado” da doença no município, em que o paciente veio a óbito no mês passado. Outros quatro casos suspeitos estão sendo investigados. 

Amélia pediu atenção especial dos médicos que atuam nesses hospitais, quanto aos sintomas da doença: febre alta repentina, dor de cabeça, exantemas (pontos vermelhos) na palma das mãos e na sola dos pés, dores nas articulações e lesão no local onde o carrapato ficou aderido. Os sintomas aparecem de 2 a 14 dias após a contaminação e são semelhantes aos de outras patologias. Por esse motivo, a coordenadora reforçou que o exame clínico deve ser acompanhado de informações sobre o possível deslocamento do paciente para áreas de risco, como matas, riachos, lagos e locais com presença de capivaras.

Os esforços da prefeitura para capacitar a rede pública e privada quanto à ocorrência da doença também foram destacados por Ferrari. Ainda na quinta-feira (28), coordenadores de todas as Unidades Básicas de Saúde participaram de uma reunião a respeito do tema. “Nossa ideia é sensibilizar os profissionais da área da saúde para que eles sejam multiplicadores de informações sobre a doença. Todos nós precisamos estar atentos aos sintomas, pois quanto mais cedo o tratamento for iniciado, menor a chance de complicações”, frisou. 

Dando prosseguimento a esse trabalho, Ferrari convidou médicos e enfermeiros dos respectivos hospitais a participarem de uma capacitação, que será realizada nos dias 20 e 23 de agosto, às 14h, no Edifício Prada. “Estamos trabalhando para intensificar as medidas de controle e prevenção, dentro de um esforço integrado, que reúne rede pública e privada”, disse.

Quanto à Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), Ferrari informou que a campanha de vacinação da gripe continua no município. Ele ressaltou que a vacina contém os três sorotipos causadores dos casos mais graves de influenza (H1N1; H3N2 e Influenza B), reduzindo as internações hospitalares e os óbitos. 

Até o momento, 47.516 pessoas já tomaram a vacina em Limeira, com destaque para o grupo dos idosos, que totalizaram 30.688 doses da vacina, com 94% de cobertura – índice superior previsto pelo Ministério da Saúde, de 90%. Por outro lado, Ferrari alertou para a necessidade de adesão à campanha por parte das gestantes (56,2% de cobertura) e das crianças menores de cinco anos (52,2%).

Estiveram presentes à reunião, os médicos Maria Beatriz Caraccio (Santa Casa, Unimed e Medical) e Marco Antonio Dalfré Filho (Humanitária), além dos representantes dos hospitais, Irene Von Zuben (Humanitária), Márcia Costa (Unimed), Camila Carvalho (Medical).

Nenhum comentário:

Megamutirão das igrejas acontece no próximo sábado

DENGUE Depois do megamutirão envolvendo servidores municipais, entidades e voluntários, a Prefeitura de Limeira está programando ma...