PONTE PRETA Sistema de alarme de enchentes passa por testes; dispositivo já está em funcionamento

O sistema de alarme de enchentes, instalado no viaduto da Ponte Preta pela Prefeitura de Limeira, passou por testes com água, em uma simulação de comportamento natural nesta sexta-feira (13). O procedimento foi realizado pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Civil que idealizou o projeto, em parceria com as secretarias de Obras e Serviços Públicos, que cuidou da instalação do sistema, e Meio Ambiente e Agricultura, responsável por medir os decibéis do aviso sonoro. O Departamento de Trânsito da Secretaria de Mobilidade Urbana esteve no local orientando os motoristas devido à interdição da via. Este procedimento durou cerca de uma hora e meia.


Os testes foram realizados com água de reúso que, quando atingiu o nível estabelecido pela Defesa Civil, ativou os avisos sonoro e visual (giroflex). Após os testes, foram realizadas regulações no sensor e nos dispositivos de alarmes que já estão em funcionamento. A Defesa Civil definiu a localização do sensor ao nível de 5 centímetros do ponto mais baixo da via. Segundo a pasta, a elevação foi definida por segurança, já que, em casos de enchentes, esse é o limite para que os carros não passem pelo viaduto.


Tanto o aviso sonoro quanto o visual estão localizados nas duas extremidades do viaduto. Na Avenida Campinas, o alarme funcionará por três minutos, com intensidade de 55 decibéis, nível permitido por lei. Já do lado da marginal Tatu, o alarme funcionará por 10 minutos a 70 decibéis. Nos dois casos, o dispositivo visual ficará ligado pelo tempo em que não for seguro transitar pelo viaduto.


PREVENÇÃO


O coordenador da Defesa Civil, Joaquim Correia, explicou que o sistema foi desenvolvido após um pedido do prefeito Mario Botion para alertar os motoristas e pedestres dos riscos de trafegar pelo viaduto quando há chuvas intensas. Ele enfatizou o trabalho intersetorial das secretarias da Prefeitura na implantação do sistema. “Foi uma organização em conjunto com o intuito de aumentar a segurança do local e avisar quem utiliza a via”, disse.


O secretário de Obras e Serviços Públicos, Dagoberto Guidi, frisou que a instalação do sistema partiu de recursos próprios da pasta, totalizando um investimento de cerca de R$ 13 mil. Ele também explicou que, no local, também serão instaladas placas informativas. “É uma iniciativa em apoio ao trabalho da Defesa Civil em um lugar com ocorrências de enchentes. É um investimento na prevenção”, afirmou. Dagoberto explicou que, no momento que o motorista ver a sinalização, deve procurar outras vias de acesso que são mais seguras para passagem.

Nenhum comentário:

Megamutirão das igrejas acontece no próximo sábado

DENGUE Depois do megamutirão envolvendo servidores municipais, entidades e voluntários, a Prefeitura de Limeira está programando ma...